O Primeiro Estágio

tit primeiro est

Este texto, o segundo da série ESTÁGIOS, é dedicado a todos os alunos que desejam iniciar seu primeiro estágio e possuem muitas dúvidas e anseios em relação a essa nova fase de suas vidas.

curta apelo

(Clique aqui para ler o primeiro texto da série ESTÁGIOS)

“Acredito que o estágio é tão importante quanto a própria faculdade, bem como a participação em feiras e eventos. O profissional deve buscar estagiar desde o primeiro período. Quanto mais cedo ele tiver contato com o mundo real, melhor profissional vai se tornar e melhor vai entender como funciona na prática o que aprende na teoria.” (Wagner Victer – Engenheiro Mecânico, Especialista em Energia, Indústria Naval e Petróleo)

Como dito acima: o estágio é tão importante quanto a faculdade. E no âmbito da engenharia, isso se torna mais importante ainda. Engenheiros não se formam somente em sala de aula.

O estágio é importante por um simples motivo: no exercício da profissão do engenheiro, a técnica, aprendida na faculdade, é apenas uma parcela do conjunto que define o profissional da engenharia.

O engenheiro deve, acima de tudo, saber aplicar os conhecimentos aprendidos na faculdade em conjunto com uma série de outros conhecimentos, e uma boa forma de desenvolver isso é buscando realizar os estágios desde cedo.

linha de quebra

CONFIRA OUTROS ARTIGOS DO BLOG DA ENGENHARIA CIVIL

tit_acessibilidade

tit_telhadolaje

tit s francisco

linha de quebra

Portanto, reconheço como uma dos benefícios do estágio: dar subsídios técnicos e conceituais ao estudante para que este entenda a aplicação de cada estudo da faculdade. Após iniciar os meus estágios, consegui visualizar muito mais aplicação e utilidade nos conceitos de engenharia que me foram ensinados até então.

No momento, serão abordados quatro importantes aspectos que servem como orientação a quem iniciará seu primeiro estágio, com ênfase na construção civil.

Boa Leitura!

1 – As atividades

Em quase todos os estágios, 30% das atividades exigem sua técnica e estudo, e 70% são habilidades operacionais/administrativas.  Estas habilidades são justamente o que a faculdade não ensina, e é o que faz a diferença no futuro profissional do engenheiro.

Tais atividades se referem ao aprendizado do ambiente corporativo, técnicas de administração, gestão de pessoas, recursos financeiros e contabilidade, entre outros.

Em um estágio na indústria (canteiro de obras), por exemplo, as suas primeiras atividades seriam: auxiliar o engenheiro de obras nas atividades de escritório, que podem ser desde produzir uma planilha no computador, imprimir e organizar documentos, etc.

iStock_000016759962Small copy

Uma atividade de campo, em primeiro instante, seria acompanhar o engenheiro em vistoria para verificar se a obra anda conforme projetado. Nessa fase, aparentemente sem nenhum esforço para o estagiário, está algo importante: o fato de você frequentar o ambiente, assistir de perto o trabalho do engenheiro, interagir com os trabalhadores da obra, faz você, involuntariamente, aprender e adquirir conhecimentos que só são obtidos com o exercício, em qualquer tipo de trabalho.

Com o passar do tempo, você irá aprender a ler os diferentes tipos de projetos e será solicitado a conferir como estão sendo construídos na obra. Nesta fase, conhecimentos técnicos entram em ação. E responsabilidade também.

civil-engineering

Em muitas obras o estagiário é solicitado a escrever o diário de obra. Consiste basicamente em um resumo das atividades realizadas no dia, com as devidas observações e relato de eventos extraordinários que venham a ocorrer, que representem o andamento da obra.

Por exemplo: “Inicio dos cortes de terra, pelo vértice A do terreno. O material encontra-se conforme revela o SPT. Observações: uma das retro-escavadeiras precisa receber manutenção nos pneus.” (Obviamente, o diário de obras é composto por muito mais informações do que as do exemplo, dado o dinamismo da construção civil).

Daqui em diante você irá exercer, no mínimo, duas tarefas básicas: conferir se a obra está sendo construída de acordo com o projeto e vistoriar a realização dos serviços. As duas atividades requerem conhecimentos técnicos.

Mas que conhecimentos técnicos são requeridos para a realização dessas atividades?

Isso será explicado no próximo tópico.

2 – A técnica em Ação

Para que você consiga acompanhar tecnicamente a obra, é necessário que você tenha adquirido alguns conhecimentos básicos, certo?

Saiba que, independente de você ter estudado ou não na faculdade assuntos relacionados às atividades do estágio, o que vai fazer de você um bom estagiário é entender previamente o que está sendo construído.

Por exemplo, se você iniciar seu estágio juntamente ao início da obra (a melhor oportunidade, pois você irá aprender desde o começo como se desenvolve a construção), você deve estudar previamente: topografia, movimentação de terra e estruturas de fundação.

E dentro destes tópicos, abordar os sub-tópicos: leitura de projetos de topografia, locação de obras e execução de gabarito, cálculo dos volumes de corte e aterro, compactação dos solos e empolamento, concreto armado, mistura, adensamento, transporte e lançamento do concreto fresco, cura, impermeabilização de fundações, etc.

A ideia é esta: tente identificar em que fase se encontra a obra e realize um estudo prévio a respeito. Se você ainda não tem subsídios para realizar este reconhecimento, peça a um aluno mais experiente. O mais importante é que você não deve iniciar o estágio sem ter idéia do que está sendo construído.

3 – Softwares Básicos

Dois softwares que você deve ter um bom domínio antes de iniciar o estágio: Excel e AutoCAD.  A única maneira de ganhar habilidade com estes softwares é praticando. Parte da prática do AutoCAD é desenvolvida na faculdade.

microsoft-office

Softwares comumente utilizados em estágios de engenharia.

O Excel é um software que exigirá mais do aluno, pois geralmente não é ensinado na faculdade. Para aprender a trabalhar com o Excel, experimente montar uma planilha orçamentária, ou algo semelhante. E se você não tem idéia do que fazer para aprender a trabalhar no Excel, peça a um aluno mais experiente para lhe passar um trabalho ou até mesmo lhe ensinar. Mais uma vez, o importante é não iniciar o estágio com deficiência em conhecimentos básicos, principalmente em informática.

O AutoCAD é importante para realizar, por vezes, ajustes e correções nos projetos da obra. E muitas vezes, para alguns serviços específicos, necessita-se que sejam produzidos alguns detalhes de projetos. Se for verificado que a obra não está sendo executada conforme o projeto, você poderá ser solicitado a realizar um “as built”, ou seja, ajustar o projeto às modificações feitas em campo.

Toda a Plataforma Office é importante, mas quando se trata do estágio de engenharia, o Excel é prioridade. Este software será utilizado para produção e leitura de planilhas orçamentárias, cronogramas físico-financeiros (o Project ainda não é o software mais utilizado…), tabelas de horários e materiais de construção, etc. Com 100% de certeza, você, estagiário, será solicitado a realizar um trabalho em Excel.

4 – A Energia

Deve-se ter em mente que ao iniciar um estágio você estará incluindo mais uma atividade em sua rotina. Ao fazer isso, você vai ter que se esforçar mais para acompanhar as exigências da faculdade e do estágio, e terá que administrar melhor o seu tempo.

Além disso, pare para pensar: em que regiões de uma cidade é mais provável que você encontre uma obra para realizar estágio?

Resposta: Nas regiões em crescimento, que geralmente são afastadas dos centros urbanos.

Dessa forma, saiba que você terá um problema de transporte a ser resolvido. Primeiro de tudo, não se engane, você vai gastar dinheiro para se deslocar – o valor que você receberá de salário / ajuda de custo (quando o estágio for remunerado) tem como composição o auxílio transporte / alimentação, e esse dinheiro realmente será utilizado para estes fins.

Se você tem transporte próprio, o dinheiro será empregado em combustível. Se você é usuário do transporte público e/ou alternativo, você vai gastar com as tarifas de viagem.

Em segundo lugar, dada a probabilidade das obras estarem situadas em regiões periféricas, o valor do seu salário que será destinado aos gastos com transporte pode ser altos, dependendo da distância da obra. Para usuários de transporte público o problema é ainda maior, tendo em vista que nem todas as linhas de ônibus podem ter rota pelo local da obra.

exec-touch-press

Típico estudante de engenharia, após a primeira semana no estágio.

Os deslocamentos que você realizará entre casa-faculdade-estágio provavelmente irão lhe solicitar mais, física e mentalmente, o que pode ser refletido no seu desempenho acadêmico. Mas não desanime, isso faz parte da vida de todo estudante universitário que deseja se desenvolver e se qualificar. Além disso, com uma boa organização do seu tempo, é possível manter um equilíbrio de todas essas atividades.

– x – x – x –

Vamos finalizar respondendo um questionamento:

“O que é melhor: Estágio em Obra ou Estágio em escritório de projetos?”

Depende de você.

O estágio em obras é muito importante para a formação do engenheiro que deseja atuar na construção civil. A experiência prática da engenharia é bastante enriquecedora e complementa os conhecimentos adquiridos na faculdade. Além disso, existem determinados tipos de projetos que são elaborados com mais precisão se feitos por quem tem experiência prática.

O estágio em escritório é muito importante para complementar os conhecimentos em projetos de diversas áreas da engenharia, além de manter o estudante na prática do desenho em computador. No escritório também é possível aprender a realizar orçamentos, cronogramas e memorial descritivo e especificações técnicas.

Escolher qual estágio realizar primeiro é uma escolha que só você pode fazer.

Recomenda-se que se você ainda não está entendendo que conhecimentos são necessários para se exercer a profissão de engenheiro, inicie por estágio de obras.

A vantagem do estágio de obras sobre o de escritório é o desenvolvimento de habilidades operacionais e administrativas por parte do estudante.

Um dos maiores aprendizados, com certeza, é a gestão de pessoas, e não há ambiente melhor para aprender sobre essa área da administração do que na construção civil, pois você terá de lidar com pessoas de diferentes graus de instrução e em diversos cargos.

Além disso, o estágio em obras permite que você exercite o seu bom senso, que poderá ser utilizado no futuro não importa qual seja sua área de atuação.

A vantagem do estágio de escritório sobre o de obras é que o estudante mantém seus estudos de engenharia de projetos, que exigem um bom tempo até que se atinja um domínio considerável, além de praticar com frequencia o desenho no computador. O estudante também deve atentar à possibilidade de aprender a trabalhar com softwares BIM (por exemplo, a plataforma REVIT da Autodesk), cada vez mais requisitados pelo mercado de trabalho.

(Escrito por Cícero Batista Junior. Revisão: Úrsula Lacerda)

x – x – x –

O BLOG DA ENGENHARIA CIVIL agradece a sua visita.

Curta a nossa fanpage do Facebook!

compartilhar

Deixe também seu comentário abaixo!

– x – x – x –

pagina inicial

  • x – x – x –

Fonte das imagens:

PINI: http://techne.pini.com.br/engenharia-civil/196/imagens/i388924.jpg

Civil Eng. Degree: http://www.civilengineeringdegree.org/wp-content/uploads/2012/01/iStock_000016759962Small.jpg

UNISEL: http://engineering.unisel.edu.my/wp-content/uploads/2014/08/civil-engineering.jpg

ExecTouch: http://www.exectouch.co.uk/wp-content/uploads/2014/11/exec-touch-press.jpg